Mantenha a postura ...


Meias elásticas

Meias elásticas

 
Meias elásticas de compressão graduada são amplamente utilizadas na profilaxia de trombose venosa profunda (TVP) nos pos operatórios de varias especialidades. As meias elásticas com altura até abaixo do joelho sejam usadas mais frequentemente do que as meias do comprimento da coxa, não há evidência confiável que indique que elas sejam tão eficazes quanto as meias do comprimento da coxa.
Um estudo comparou a eficácia das meias do comprimento da coxa com a de meias abaixo do joelho para prevenção de TVP proximal em pacientes internados por acidente vascular cerebral (AVC) e imobilizados. 3.114 pacientes participaram do estudo. 1.552 doentes receberam meias do comprimento da coxa e 1.562 doentes receberam meias abaixo do joelho enquanto estavam internados.
 
TVP sintomática ou assintomática nas veias poplítea ou femoral ocorreu em 98 pacientes (6,3%) que receberam meias do comprimento da coxa e 138 (8,8%) que receberam meias abaixo do joelho meias (diferença absoluta de 2,5 pontos percentuais considerado como significativa P = 0,008). 75% dos pacientes nos dois grupos usaram as meias por 30 dias ou até terem alta, morrerem, ou recuperarem a mobilidade.

Uma revisão sistemática da profilaxia de tromboembolismo venoso na cirurgia ginecológica foi realizada tendo intervenções comparadoras meias de compressão graduada, compressão pneumática intermitente, a heparina não fracionada e heparina de baixo peso molecular; placebo e cuidados pós-operatórios de rotina foram autorizados como comparadores.

Foram incluídos estudos randomizados controlados em populações cirurgia ginecológica. Intervenções e comparadores incluídas meias de compressão graduada, compressão pneumática intermitente, a heparina não fracionada e heparina de baixo peso molecular; placebo e cuidados pós-operatórios de rotina foram autorizados como comparadores.

Com o uso de compressão pneumática intermitente a incidência de tromboembolismo foi inferior a 1%. Qualidade razoável de evidências suporta que a heparina não fraccionada e compressão pneumática intermitente são superiores ao placebo ou nenhuma intervenção, mas insuficiente para determinar se heparinas são superiores a compressão pneumática intermitente para prevenção de tromboembolismo venoso.
 
A combinação de dois dos três riscos (com 60 anos ou mais, câncer, ou a história de tromboembolismo venoso pessoais) elevam substancialmente o risco de tromboembolismo venoso.
 
 

 

Autor: Setor de Comunicação EPB
Fonte: Obstet Gynecol. 2011 Nov; 118 (5) :1111-1125.

Visitas:367

 

Seja o primeiro a comentar!

 

                    




 Atualizado em 25/10/2014 14:16:58 Novidades - Veja as novidades do site  RSS - Vincule sessões do site em seu programa de leitura  WAP - Acesse este site em seu celular 

Formas de Pagamento:            

  Este site possui trafego de dados seguro, SSL 128 Bits


  Resolução mínima de 1024x768 © Copyright 2004 - 2014 | Desenvolvido por Portall System

Escola de Postura Brasil ® - Meias elásticas