Rede de Escolas Postura

Meu Carrinho

Contato

Skype

Nós ligamos para você

(21) 9 6969-1161

+55 (21) 2415-6768

Rede de Escolas Postura

  • Escola

  • Serviços

  • Consultas

  • Mídias

  • Cursos

  • Franquias

  • Notícias

  • Minha conta


A postura corporal e os pés

Publicado em 02/05/2019

Desde que adotamos a postura ereta bípede, ou seja, ficamos em pé, temos sido desafiados pela força da gravidade para manter o equilíbrio do corpo sobre a pequena área de suporte delimitada pelos pés.

A tarefa do sistema tônico postural é controlar e manter centro de gravidade do indivíduo dentro da base de suporte definida pela área da base dos pés durante a postura ereta estática.

O pé e o tornozelo constituem a base de sustentação ou o alicerce do corpo humano. Proporcionam a estabilidade necessária para que possamos assumir a nossa postura ereta e singular. O pé está adaptado para fornecer a flexibilidade necessária em solos irregulares e para absorver o impacto.

Os pés são um arsenal imenso de informações para analise clinica das doenças que acometem a coluna vertebral. Atualmente os pesquisadores de diversas especialidades estão aprofundando seus estudos para identificar as reações que causam por todo o corpo durante as fases de apoio e marcha.

A posturologia busca a interação dos pés na relação direta que tem este captor ascendente no envio de estímulos para SNC que mantém o equilíbrio contra a força da gravidade. Os ajustes finos contínuos permitem ao corpo humano recuperar o equilíbrio a cada passo.

Analisando suas características percebemos que os pés possuem funções importantes para suportar o peso, manter o equilíbrio e servir como alavanca e ponto de apoio para impulsionar o corpo durante a marcha. A constituição dos pés permite adaptação ao diversos tipos de superfícies no solo, porém, algumas acomodações para reduzir dores pelo corpo podem causar muitas doenças comuns nos quadris, joelhos e na coluna vertebral, são alguns exemplos que podemos citar que estão diretamente relacionados com um pé posicionado irregularmente em qualquer calçado ou palmilha.



Segundo Francisco Miguel, especialista em posturologia e diretor da ESCOLA DE POSTURA BRASIL®, para cada indivíduo, a melhor postura é aquela em que os segmentos corporais estão equilibrados na posição de menor esforço e de máxima sustentação. “Os pés representam a base para uma boa postura, suporte fundamental para a posição bípede humana e peça essencial para a marcha. Pés debilitados causam posturas defeituosas gerais; perturbam a ação adequada dos músculos”. Todos os tipos de posturas caracterizam-se principalmente por um aspecto essencial: O alinhamento correto da coluna vertebral.

A avaliação postural, através da podoposturologia é um meio de obter informações a respeito do sistema músculo-esquelético, se existem normalidades e/ou disfunções, que podem refletir sobre todo o organismo do indivíduo.

A forma dos pés tem que ser analisada para termos uma investigação que possibilite dados comparativos dos resultados. Usamos a antropometria que é uma ciência de medida do tamanho corporal (NASA, 1978). Faz parte das ciências biológicas, que tem como objetivo o estudo dos caracteres corporais mensuráveis da morfologia humana. "o método antropométrico baseia-se na mensuração sistemática e na análise quantitativa das variações dimensionais do corpo humano". (Sobral, l985). A antropometria do pé é feita através de um paquímetro, que mede basicamente a altura, o comprimento e a largura do pé.

A estabilometria é outro recurso importante que permite analise do conjunto de ações que o corpo esta fazendo para manter o corpo em equilíbrio, tais como a velocidade no controle dos músculos que fazem a manutenção no perímetro de sustentação dos pés, a identificação do eixo corporal dominante e as cargas de pressão que incidem em cada ponto da planta dos pés, e que podem estimular cadeias musculares inteiras, caso a irregular, seja continua. 





Ainda de acordo com Francisco Miguel, há algumas dicas simples que podem contribuir para o bem-estar da coluna. Segue algumas orientações:

  • Distribua o peso corporal sobre a planta dos pés;
  • Mantenha os pés em calçados confortáveis para que não comprometam o sistema circulatório;
  • Observe seu calcado, verificando o desgaste da sola posterior ou anterior;
  • Evite a hiperextensão dos joelhos quando tiver que ficar muito tempo em pé;
  • Caso permaneça de pé por tempo prolongado, apoie um dos pés sobre uma caixa e alterne o apoio;
  • Quanto estiver caminhando, observe qual a parte do pé faz mais pressão no solo durante as passadas;
  • Observe como são suas passadas, arrastando, apoiando mais na parte interna ou externa do pé
  • Verifique suas unhas. Existe alguma encravada;
  • Existem pequenas rachaduras na pele ou entre as dobras dos dedos;
  • Toque toda a superfície para identificar pontos doloridos;
  • Observe a pele para identificar partes avermelhadas ou roxas;
  • Realiza movimento básico dos pés, tais como flexão, extensão, inversão, eversão e rotação;
  • Analise seu equilíbrio: Ande na ponta dos pés, nos calcanhares, na parte interna e na parte externa.

Bem, depois relaxe!
A postura corporal e os pés

 

 
         

Visitas: 21490

Autor: Prof. Francisco Miguel Pinto, Pinto. FM - Revista Escola de Postura, n.002. 2019 Setor de Comunicação Escola de Postura

Onde estamos no Brasil e na Europa

Clique para ver o mapa ampliado